Terça-feira tem cinema feminino e Debate Latino-americano

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Por Bruno Carmelo | Papo de Cinema

Nesta terça-feira, 18 de maio, o 11º Festival Internacional Pachamama – Cinema de Fronteira destaca filmes potentes de cineastas mulheres, além de trazer um importante debate sobre o cinema latino-americano. O evento ocorre em formato online e gratuito, com exibições disponíveis durante um número específico de dias e visionamentos, até 22 de maio, quando serão conhecidos os vencedores da edição 2021.

A Mostra Competitiva apresenta duas obras de autoria feminina, denunciando situações de vulnerabilidade das mulheres em espaços urbanos e rurais. No brasileiro A Mesma Parte de um Homem (2021), de Ana Johann, uma moradora do campo (Clarissa Kiste) precisa lidar com a intromissão de um desconhecido (Irandhir Santos) dentro de sua casa. Leia a nossa crítica. Já no chileno Visión Nocturna (2019), a cineasta Carolina Moscoso Briceño efetua uma colagem de fragmentos representando o estupro sofrido há oito anos, enquanto denuncia as falhas do sistema judicial.

Visión Nocturna

Em paralelo, a atriz e cineasta Rita Carelli dirige, junto do pai Vincent Carelli, o filme Yaõkwa: Imagem e Memória (2020), um dos curtas-metragens mais premiados do último ano, exibido na Mostra Originários. Dentro das sessões dedicadas aos homenageados, será exibido o clássico Reed, México Insurgente (1970), de Paul Léduc. O cineasta, falecido no último ano, narra a trajetória do jornalista norte-americano John Reed, que adere aos grupos comunistas mexicanos e se envolve na luta armada.

A terça-feira também traz um importante debate, intitulado “Cinema em tempos de cólera – Integração Cinematográfica Latina-Americana e seus atravessamentos”. O pesquisador Marcelo Ikeda, especialista em cinema independente, e a mediadora Karla Martins discutem as produções cinematográficas brasileiras e bolivianas, em especial, fora do eixo tradicional de realização. A conversa acontece às 19h (horário de Brasília) ou às 17h (horário de Rio Branco).